Autoconhecimento

Setembro Amarelo: cuide da saúde mental no trabalho

Portal Carreira
Escrito por Portal Carreira em 17 de setembro de 2020
Junte-se a mais de 80 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Desde 2015, o mês de setembro foi escolhido para a campanha nacional de prevenção ao suicídio, o Setembro Amarelo. Com isso, são realizadas diversas ações de conscientização sobre a importância de cuidar da saúde mental. E essa é uma questão que também deve fazer parte do ambiente de trabalho.

A pandemia e a saúde mental

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2016, 75 milhões de trabalhadores foram afastados de seus postos de trabalho, devido à depressão, em todo mundo. Estimativas mostram que, nesta década, a doença passará a ser a principal causa de afastamento do trabalho, ultrapassando as doenças cardíacas..

Embora não existam dados estatísticos oficiais ainda, estudos mostram que a pandemia fez com que casos de depressão, estresse e ansiedade disparassem esse ano. Além disso, um tipo de transtorno merece atenção, em meio às pressões e incertezas que essa crise gerou: a síndrome de Burnout.

Ligada ao ambiente de trabalho, essa síndrome foi incluída, em 2019, pela OMS, na lista de Classificação Internacional de Doenças (CID). Segundo a Organização, trata-se de uma consequência do “estresse crônico no local de trabalho que não foi gerenciado com sucesso”. Os sintomas mais comuns são: sentimentos de exaustão ou esgotamento de energia; aumento do distanciamento mental do próprio trabalho ou sentimentos de negativismo ou cinismo relacionados ao próprio trabalho; e redução da eficácia profissional.

Setembro Amarelo: como cuidar da saúde mental

Listamos alguns hábitos que a equipe médica da Unimed do Brasil recomenda que devem ser adotados para garantir uma rotina de trabalho mais saudável e que colabore para a manutenção de sua saúde mental:

  • Liste as tarefas diárias e semanais e estabeleça prioridades
  • Evite centralizar as responsabilidades
  • Não trabalhe além do horário 
  • Aprenda a dizer “não”
  • Não leia e-mails e mensagens hora do período de trabalho
  • Durma bem
  • Faça exercícios de respiração e meditação em momentos de maior estresse e ansiedade.
  • Tenha um horário de almoço prazeroso e alimente-se bem
  • Tenha pequenos intervalos para relaxar e aliviar a tensão
  • Faça lanches pequenos durante o dia e hidrate-se
  • Exercite-se, pelo menos, três vezes na semana
  • Durante o dia, faça exercícios de alongamento, especialmente se trabalhar por muitas horas sentado

O professor da Universidade de Stanford, Jeffrey Pfeffer, em entrevista à revista Exame, listou algumas posturas organizacionais que as empresas podem adotar para criarem um ambiente de trabalho saudável:

  • Preparar líderes e gestores que sejam incentivadores 
  • Evitar uma política de competição destrutiva
  • Combater pressões desnecessárias
  • Combater assédios 
  • Respeitar os horários de trabalho e de descanso dos colaboradores
  • Orientar para que não levem trabalho para casa. 
  • Incentivar a colaboração e socialização entre a equipe
  • Criar programas de incentivo que motivem a equipe e façam com que se sintam valorizados
  • Qualificar a equipe para ajudar funcionários em situações de estresse e ansiedade
  • Oferecer assistência psicológica

Não se esqueça: Doenças mentais não devem ser menosprezadas. Fique atento e procure ajuda, caso você ou algum colega apresente sinais de esgotamento mental.

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *