Carreira

Hard skills e soft skills: o que são e como desenvolver?

Portal Carreira
Escrito por Portal Carreira em 13 de maio de 2020
5 min de leitura
Junte-se a mais de 80 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Não é novidade que o mercado, cada vez mais, tem exigido mais dos profissionais. Foi-se o tempo em que apenas as habilidades técnicas importavam. Hoje, mais do que nunca, é preciso que haja um equilíbrio entre as hard skills e as soft skills. Mas, afinal, do que se tratam esses termos?

Entendendo as hard skills e soft skills

Esse termo nada mais é do que a definição das nossas habilidades técnicas. Quando montamos um currículo, descrevemos no documento justamente as nossas hard skills. Entre as mais relevantes estão formação, idiomas, experiências anteriores, habilidades ligadas a ferramentas e softwares, entre outros pontos.

Para resumir: são aquelas habilidades que podem ser aprendidas ao longo da vida, por meio de graduações, cursos  e workshops. Esses são pontos altamente valorizados pelas empresas e, sem dúvidas, pesam muito na hora da contratação. 

No entanto, elas não possuem peso único. Desde os processos seletivos, até o momento em que for considerada uma promoção, o profissional será ainda mais avaliado por meio de suas soft skills. E é sobre isso que vamos falar agora:

Porque as Soft Skills importam?

“Habilidades como resiliência, empatia, colaboração e comunicação são todas as competências baseadas na inteligência emocional e que distinguem profissionais incríveis da média”. Essa afirmação é do autor do best seller “Inteligência Emocional” e psicólogo expert no assunto, Daniel Goleman. E é justamente neste quesito que entram as soft skills.

Esse termo define aqueles traços e comportamentos apresentados ao se relacionar e interagir com outros. E o que isso tem a ver com o ambiente de trabalho? Tudo! Essa habilidades definem a inteligência emocional de um profissional e são cruciais para ter foco, motivação e colaborar de maneira produtiva para a empresa.

Quando assunto é cargos de liderança, as soft skills se mostram ainda mais relevantes, uma vez que envolve lidar com outras pessoas. E, por isso, apenas inteligência e experiência não bastam.

Mas, quais soft Skills o mercado mais valoriza? São elas:

  • Capacidade trabalhar bem em grupo
  • Flexibilidade para se adaptar às possíveis  mudanças
  • Saber trabalhar sob pressão
  • Se comunicar de maneira eficaz
  • Conseguir atingir o resultado final da maneira eficaz 
  • Ter talento de liderar, motivar e engajar a equipe.

Como desenvolver suas soft skills

Apesar dessas habilidades snão serem conquistadas por meio de cursos e especializações, isso não quer dizer que nãoo posso ser desenvolvidas. O Daniel Goleman dá três caminhos para fortalecer suas soft skills:

1. Administre suas emoções

Esse é um desafio, mas que precisa ser praticado. É comum sentir emoções que afetam seu equilíbrio, importante saber como controlá-las. Procure entender a origem delas e a achar formas de deixá-las ir embora. Meditação, mindfulness e exercícios de respiração ajudam muito nesse processo. 

2. Gerencie o seu tempo

Já falamos aqui, sobre a importância de gerenciar bem o tempo para aumentar sua produtividade. Faça uso das ferramentas criadas justamente para auxiliar nisso e incentive sua equipe a também inseri-las na rotina de trabalho.

3. Crie uma cultura de feedback

Saber dar e receber feedback, sejam positivos ou negativos, é outra habilidade mais do que necessária do ambiente corporativo. Se você tem dificuldades nisso, aqui te ensinamos como se tornar um expert nessa prática.

E não se esqueça: nunca se acomode! Um profissional de destaque é aquele que está sempre disposto a melhorar em todas as esferas.  Sempre temos algo novo a aprender. Então, mãos na massa!

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *